1/2
  • Por Roque Tomazeli

Prefeitura decide refazer obras do Parque dos Pinheiros

A visão da estrutura de madeira e de concreto construída no Parque dos Pinheiros, no Mato Queimado, é de abandono e deterioração.

Crédito foto: Carlos Borges I PM

R$ 2,5 milhões em obras abandonadas no Parque dos Pinheiros

Parte elétrica comprometida, madeiramento das passarelas, decks, dos assoalhos e das aberturas podres, paredes com infiltrações e rachaduras, louças e encanamentos dos banheiros arrancados, e falta de estação de tratamento de esgoto a ser gerado no local estão entre os problemas notórios.

Um investimento de R$ 2 milhões, obtido da Caixa Econômica Federal e mais uma contrapartida de R$ 450 mil do Município, segundo a Prefeitura.

Acionada pela Caixa Econômica, em agosto de 2016, a devolver o dinheiro captado, por alegadas razões de descumprimento de cláusulas contratuais de 2007 (origem do contrato), agora a Prefeitura de Gramado resolveu consertar os problemas identificados.

De acordo com o prefeito Fedoca Bertolucci (PDT), o Parque dos Pinheiros é uma prioridade deste governo. Por isso, informa o prefeito, desde janeiro são mantidos contatos com a Caixa Federal e o Ministério do Turismo.

– Nossa intenção é dar transparência a este assunto, apresentando a situação atual do parque e prestar contas à comunidade – diz Fedoca.

Uma comissão especial, composta de técnicos de diferentes secretarias municipais, atua desde o mês de abril deste ano analisando documentos e processos que apontem responsabilidades e possíveis soluções para recuperar a área.

#ParquedosPinheirosBarragemMatoQueimado #RepórterGramado