1/2
  • Por Roque Tomazeli

Secretaria de Obras mostra ritmo de trabalho e busca recursos para investimentos

O secretário de Obras e Serviços Urbanos de Gramado, Flavio Milton de Souza (PMDB), parece ambientado ao cargo que ocupa há três meses. Gosta de usar as redes sociais para mostrar realizações de rotina e diz que o PMDB está satisfeito com os espaços que tem no governo municipal. Mesmo com um orçamento anual de R$ 23.602 milhões, ele ressalta que sobra pouco para investimentos livres e que quer mais gente para compor a força de trabalho. Leia a entrevista.

Crédito foto: Roque Tomazeli

Secretário de Obras e Serviços Urbanos Flávio de Souza

P – Quais são as áreas diretamente ligadas à Secretaria de Obras e Serviços Urbanos?

R – São muitas, como de execução do saneamento em vias públicas, onde a Corsan não atua, usina de asfalto, produção de britagem, limpeza e conservação dos passeios, ruas, praças e banheiros públicos. Também a questão da iluminação pública e apoio constante a outras secretarias, a exemplo de montagem e desmontagem de palcos para eventos.

P – Quantos servidores efetivos e quantos comissionados estão a serviço da Secretaria de Obras e Serviços Urbanos?

R – Cerca de 120, sendo 90 concursados e 30 cargos em comissão (CC). São poucos para tantas atribuições em uma cidade com 35 mil habitantes, que recebe milhões de visitantes por ano. Ainda tem o fato das licenças médicas, férias e outros afastamentos temporários que diminuem a nossa equipe. Temos serviços terceirizados, mas o ideal é contar com mais 20 pessoas.

P – Depois de 16 anos afastado do serviço público e agora retornando como secretário, qual é a avaliação sobre a estrutura administrativa encontrada na Secretaria de Obras e Serviços Urbanos?

R – Deixei o meu negócio (é dono da Souza.Car) para enfrentar o desafio de ser secretário porque quero servir à comunidade. A minha experiência anterior foi há muito tempo, para se ter uma ideia, no século passado (entre 1997 e 2000, no governo Dinnebier). O que encontrei agora não é ruim, mas quero melhorar o parque de máquinas e caminhões e reforçar a manutenção preventiva dos mesmos. Outra coisa é quanto às instalações internas de uso dos funcionários, como o refeitório e os banheiros, que vou reformar.

P – A relação entre o secretário de Obras e o secretário da Agricultura geralmente é conflituosa, em função do uso do maquinário e materiais para estradas no Interior. Como andam as coisas?

R – Da melhor maneira possível. O secretário Alexandre Meneguzzo passa uma enorme confiança e isso facilita nosso entrosamento. Trocamos equipamentos sempre que necessário e o fornecimento de material da pedreira sai conforme o solicitado. Só no mês de janeiro, a Secretaria da Agricultura retirou 600m3 de brita para conservação de estradas.

P – Cite as principais metas da Secretaria de Obras e Serviços Urbanos para 2017?

R – Estamos trabalhando em conjunto com a Secretaria de Governança e Desenvolvimento Integrado na elaboração de projetos para buscar recursos do governo federal para obras maiores de asfaltamento e compra de maquinários e outras melhorias. No mais, tocamos os serviços que são de nossa atribuição, como citei anteriormente. O orçamento pode parecer grande, mas os recursos livres para obras giram ao redor de R$ 2 milhões.

P – De que forma a população pode facilitar os trabalhos da Secretaria de Obras e Serviços Urbanos?

R – Mantendo limpa a frente do seu imóvel e consertando as calçadas danificadas. Isso vale também para quem está construído e geralmente deposita entulhos e tranca a passagem dos pedestres. Cada um cuidando do que é seu, já é uma grande colaboração.

P – O PMDB, partido ao qual o senhor pertence e é o vice-presidente, está satisfeito com a participação que tem no governo Fedoca Bertolucci (PDT)?

R – Estou licenciado do cargo de vice-presidente do partido, mas acompanhei toda a fase de formação do governo. Os secretários da Governança, Assistência Social, Fazenda, Indústria e Comércio, Saúde, Obras e o subprefeito da Várzea Grande são do PMDB. Temos ainda o vice-prefeito e outros cargos significativos. A nossa presença no governo municipal é importante e estamos satisfeitos.

P – Por que o uso constante das redes sociais para divulgar os trabalhos?

R – Faço isso para mostrar o que estamos fazendo. Entre tantas coisas, enterramos canos, consertamos asfalto, reparamos passeios públicos e conservamos a cidade limpa. Pequenas ações que nem sempre aparecem nos meios tradicionais de comunicação.

#SecretariadeObrasGramado #FlávioMiltondeSouza #RepórterGramado