1/2
  • Por Roque Tomazeli*

Invasão do Loteamento Celita: decisão judicial se cumpre


Parece que a Prefeitura de Gramado faz o possível no sentido de oferecer boas condições para que as famílias que invadiram uma área de terras no Bairro Várzea Grande deixem o local.

Exemplo é que, nesta semana, o prazo para o grupo desocupar o lugar teve a terceira ampliação, passando agora para 30 de setembro, permanecendo a proposta de aluguel social pelo período de 120 dias.

Quer dizer, os gestos públicos do governo municipal, admitidos até aqui, mostram o claro interesse de resolver o problema nos limites da lei.

Outros pontos, como apurar responsabilidades e discutir a questão aberta sobre habitação popular na cidade, invocados por alguns poucos, são secundários e protelatórios diante da decisão já tomada pelo Judiciário.

A propósito disso, merece aplauso a declaração do procurador adjunto da Prefeitura de Gramado, Felipe Dourado, de que a reintegração de posse “é uma decisão judicial e temos que cumprir”.

É certo, afinal de contas, que decisão judicial se cumpre e se discute, mas nas instâncias cabíveis.

*O autor é jornalista e editor do Repórter Gramado.

#LoteamentoCelita #RepórterGramado