1/2
  • Por Roque Tomazeli

Há 25 anos, PMDB de Nelson Dinnebier vencia a última eleição em Gramado

No dia 3 de outubro de 1996, há 25 anos, Nelson Dinnebier (PMDB) conquistou seu terceiro mandato de prefeito, obtendo, de acordo com o Tribunal Superior Eleitoral, 7.817 votos contra 7.653 de Enoir Zorzanello (PPB). Aquele resultado nas urnas também marcou a última vitória eleitoral do partido em Gramado. Dinnebier morreu em setembro de 2000, antes de concluir o mandato.

Nelson Dinnebier votando em 3 de outubro de 1996 (dia que caiu numa quinta-feira)


ELEITOS EM 1996

PMDB e PT (e apoio do PDT) formaram a coligação vitoriosa “Experiência e Renovação”, elegendo Nelson Dinnebier (PMDB) prefeito e Jorge Bertoluci (PMDB) vice-prefeito. Os eleitos para a Câmara Municipal: Gilnei Benetti (PT); Luiz Carlos Zucolotto (PMDB); Sérgio Tomazelli* (PMDB); José Alberi Pena (PMDB).


PPB, PTB e PFL formaram a coligação derrotada “União por Gramado”, com Enoir Zorzanello (PPB) candidato a prefeito e Luia Barbacovi (PTB) candidato a vice-prefeito. Os eleitos para a Câmara Municipal: José Luiz Branchini (PPB); Nestor Tissot (PPB); Eugênio Hencke (PPB); Sérgio Prinstrop (PPB); Zé da Kombi (PPB); Rubens Schulze (PTB) e Jorge Cavallin (PTB).


SECRETARIADO

Eleito, Dinnebier formou o secretariado, que assumiu em 1º de janeiro de 1997. No início do governo municipal, áreas foram agrupadas e o primeiro escalão ficou assim composto:


Agricultura e Interior: Luiz Borsói (PMDB);


Educação, Esporte e Cultura: Ermida Schierholt (PMDB);


Fazenda e Administração: Paulo Bisol (PMDB);


Imprensa: Luiz Paulo Gallina (PDT);


Obras e Planejamento: Sérgio Broilo (PMDB);


Procuradoria: João Carlos Barbacovi (PMDB);


Saúde e Meio Ambiente: Caetano Cardoso (PMDB);


Trabalho, Habitação e Ação Social: Roque Tomazeli* (PDT);


Turismo: Caio Tomazeli* (PDT).

Frente: Borsói, Ermida, Caio, Dinnebier, Jorge, Bisol e Barbacovi. Fundo: Gallina, Broilo, Roque e Caetano


DINNEBIER

Nelson Dinnebier foi Prefeito de Gramado de 1977 a 1982**; 1989 a 1992; e de 1997 a 2000. Ele concorria à reeleição, em votação marcada para 3 outubro de 2000, mas morreu aos 66 anos de idade no dia 12 de setembro daquele ano, em razão de um infarto agudo do miocárdio.


O vice-prefeito Jorge Bertolucci assumiu a Prefeitura, concluindo o mandato em dezembro de 2000.


Depois de Nelson Dinnebier, o melhor resultado do PMDB nas urnas foi em 2016, com Evandro Moschem, eleito vice-prefeito de Fedoca Bertolucci (PDT).


NOTA

O PMDB agora é MDB;

O PPB agora é Progressistas;

O PFL agora é Democratas.


*Ocorrem variações Tomazelli e Tomazeli.


**Mandato era de seis anos.


Crédito foto Dinnebier votando (editada): Jornal de Gramado


Crédito foto posse 1º de janeiro de 1997: arquivo Roque Tomazeli