1/2
  • Por Roque Tomazeli

Chocolate artesanal de Gramado registra pedido de sinal distintivo

A Associação das Indústrias de Chocolates de Gramado (Achoco) tem a expectativa de receber, em 60 dias, o Selo de Indicação de Procedência do Instituto Nacional de Propriedade Industrial – INPI. O anúncio oficial foi feito nesta quarta-feira, 12.

Crédito foto: Roque Tomazeli | RG

O uso da expressão 'Chocolate de Gramado' ficará reservado a fabricante filiado e que aderir ao projeto da Achoco

O projeto da Achoco começou a ser construído em 2016, com apoio da Prefeitura de Gramado, e foi definido no mês de maio de 2018.

O sinal distintivo, pretendido pelos chocolateiros, refere-se ao nome do local que se tornou conhecido por fabricar determinados produtos – a exemplo dos doces de Pelotas, que já têm.

Cinco empresas com fabricação própria de matéria prima em Gramado devem receber inicialmente a distinção, avalia o setor.

O regulamento determina o uso de 35% de cacau no caso do chocolate ao leite e percentual maior no meio amargo e amargo – o mínimo exigido pela legislação nacional é de 25%.

CHOCOLATE EM GRAMADO

O chocolate artesanal (caseiro) é nacionalmente reconhecido como um produto de Gramado, por obra pioneira de Jayme Prawer – fundador dos Chocolates Prawer, em 1975.

Os números do segmento são estimativos, mas Gramado deve comercializar ao redor de duas mil toneladas de chocolates por ano, empregando cerca de mil pessoas na produção de Páscoa nos mais de 20 fabricantes da cidade.

CAPITAL NACIONAL

Há um mês (10/8), a Comissão de Cultura da Câmara dos Deputados realizou, na Câmara Municipal, uma audiência pública para debater o projeto que confere ao Município o título de ‘Capital Nacional do Chocolate Artesanal’.

.

#Achoco #SelodeIndicaçãodeProcedência #INPI