1/2
  • Roque Tomazeli

Intervenção no Hospital São Miguel é renovada pela Prefeitura

No final deste mês, a intervenção no Hospital Arcanjo São Miguel, iniciada no governo Nestor Tissot (PP), completa dois anos. No período de 24 meses, a intervenção foi renovada quatros vezes (a quinta no dia 16/2, pelo prefeito Fedoca Bertolucci - PDT). Hoje o São Miguel é um estabelecimento de saúde endividado e a Prefeitura não dá sinais sobre o futuro do único hospital da cidade.

Crédito foto: Carlos Borges | PM

Em reunião do Conselho Municipal da Saúde, no final de 2017, situação do São Miguel foi discutida

Entre as justificativas apresentadas pela Prefeitura, para a renovação da intervenção, constou a necessidade de finalização de melhorias em andamento no local, regularização de créditos e débitos de serviços médicos oferecidos pelo São Miguel (Gramado e Nova Petrópolis), e atualização de contratos de prestação de serviços.

CONTABILIDADE

De fora, é impossível precisar quanto de dívidas acumulou e quanto a Prefeitura repassou ao Hospital São Miguel desde 2016.

Sobre o ano de 2017, em dado momento a Prefeitura informou que repassou ao redor de 10 milhões, entre empréstimos e repasses. Depois, para o mesmo período, os valores saltaram para 17 milhões de recursos do Município, Estado e União.

O vereador Dr. Ubiratã (Progressistas) pede uma auditória nas contas do hospital desde 2017.

#InternvençãoSãoMiguel2018