1/2
  • Por Roque Tomazeli

Novos protocolos de distanciamento e cai alerta do Sistema 3As na região

O governo do Estado anunciou nesta sexta-feira, 16, os novos protocolos de distanciamento, que já estão em vigor. Antes, na quarta-feira, 14, o governador Eduardo Leite (PSDB) havia retirado sete regiões do Alertas do Sistema 3As.

Novos protocolos favorecem o trânsito de pessoas e animam a economia local na temporada de inverno


PARTE DOS PROTOCOLOS

Áreas de esportes e lazer (condomínios): permitido o ingresso e utilização, respeitado o distanciamento de uma pessoa a cada quatro metros quadrados;


Alimentação: em restaurantes, bares, lanchonetes, sorveterias e similares a ocupação máxima é de 70% das mesas, com e entrada até a meia-noite e saída até a 1h;


Serviços religiosos: ocupação máxima de 50% das cadeiras disponíveis;


Eventos: infantis, festas de aniversários, comemorações sociais e de entretenimento com público máximo de 150 pessoas;


Transporte coletivo: até 75% dos espaços disponíveis nos ônibus;


Circulação de pessoas em espaços públicos: livre em qualquer horário.


Protocolos completos disponíveis em:

https://sistema3as.rs.gov.br/inicial


SISTEMA DE ALERTA

O governador anunciou na quarta-feira, 14, a retirada dos sete Alertas remanescentes no Sistema 3As de Monitoramento (inclusive na região de Caxias do Sul, à qual pertence Gramado).


A retirada dos Alertas se dá, de acordo com o governador, em razão do avanço da vacinação no Estado, pois 50% da população residente do RS recebeu a primeira dose da vacina contra a covid-19, e da melhora dos indicadores nas regiões Covid do Estado.


Conforme o governador, a pandemia ensinou que o enfrentamento deve ser por fase, que cada momento tem um desafio diferente, e que o Estado avança rapidamente na vacinação.


– Estamos em primeiro lugar (no País) na primeira dose e em segundo (no País) na segunda dose. E já atingimos mais de 50% da população residente vacinada e mais de 64% da população adulta vacinada com a primeira dose – citou.


Porém há risco da entrada da variante Delta, de altíssima transmissibilidade, motivando uma reversão do quadro de estabilidade nos próximos dias.


Crédito foto: Roque Tomazeli