1/2
  • Por Roque Tomazeli

Com votos do MDB, Câmara Municipal aprova moção de repúdio à Corsan

A proposição de repúdio à Corsan, de autoria do vereador Dr. Ubiratã (foto, Progressistas), foi aprovada na sessão da Câmara Municipal de ontem à noite, 3. Na justificativa, Dr. Ubiratã relacionou falhas da Corsan na prestação de serviços em Gramado.

Crédito foto: Divulgação | CM

Segundo o vereador, é público e notório os constantes problemas enfrentados pelo Município em virtude do contrato de concessão firmado com a Corsan, que resulta em inúmeras falhas na prestação de serviços.

No encaminhamento, Dr. Ubiratã citou que em praticamente todos os bairros e localidades de Gramado há falta frequente de água potável, que a questão não é recente, e que o fato traz prejuízos para moradores e turistas.

Dr. Ubiratã também mencionou que devido irregularidades na prestação de serviços, como falta de tratamento do esgoto sanitário e abastecimento de água, o Ministério Público ajuizou uma Ação Civil Pública com Pedido de Liminar (nº 101/1.160002489-6) contra a Corsan.

O vereador ainda lembrou que o diretor de Expansão da Corsan, Marcus Vinicius Caberlon, prometeu investimentos com ações emergenciais e de curto, médio e longo prazo – 12 milhões, ainda no ano de 2017, e 178 milhões em quatro anos.

Porém, de acordo com o vereador, a Corsan firmou compromissos que não honrou, deixando a cidade com graves problemas de abastecimento de água e condições de esgotamento sanitário.

A proposição foi aprovada por unanimidade – um voto do PT, dois do MDB (partido do governador) e cinco do Progressistas.

#Corsan #DrUbiratã #Progressistas #RepórterGramado